KIT MÍDIA Contato

por: Marcio Nato Rodrigues - Curitiba(PR)

Data: 17/01/2018 às 09h47min - Atualizada em 17/01/2018 às 09h47min
.. As obras de construção das alças de acesso à trincheira da Ceasa entraram na reta final e a previsão da Secretaria de Obras Públicas é que sejam concluídas na segunda quinzena de março, para o aniversário de Curitiba. As obras estão em ritmo acelerado e já estão 85% concluídas.

A trincheira vai melhorar o acesso e a mobilidade na região sul da cidade e interligar os bairros CIC e Tatuquara por baixo da BR-116, além de facilitar o deslocamento para os bairros Ganchinho e Umbará.

“Mais uma grande obra que estava parada e retomamos na nossa gestão. Os serviços estão avançando com qualidade e em breve será entregue para integrar essas importantes regiões da cidade”, afirmou o prefeito Rafael Greca, que vistoriou a obra nesta terça-feira (16/01) ao lado do vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, Eduardo Pimentel.

Greca destacou que o investimento da Prefeitura é de R$ 10,6 milhões e citou outras obras programadas para o trecho da Linha Verde, como a construção de trincheiras, viaduto e conclusão do trecho Norte. “Temos programados para esse ano um grande conjunto de obras de mobilidade para melhorar o trânsito e garantir segurança aos motoristas e pedestres de Curitiba”, disse Greca.

Quando concluídas, as obras das alças da Ceasa vão permitir a ligação das ruas Hasdrubal Bellegard com a Dílson Luís. Os trabalhos vão beneficiar diretamente 275 mil habitantes dos bairros CIC, Tatuquara e Umbará, além dos milhares de motoristas que circulam pela BR-116 e acessam a Ceasa todos os dias. A extensão total da obra é de 1.165,12 metros.

Os trabalhos são coordenados e fiscalizados pela Secretaria Municipal de Obras Públicas. “A trincheira, além de permitir que os motoristas cruzem por baixo da BR-116 sem interrupções, irá funcionar como uma opção de retorno quase em frente à Ceasa. Mais uma importante obra retomada pela nossa gestão”, afirmou Pimentel.

Melhor mobilidade

Atualmente, quem está na BR-116, no sentido Fazenda Rio Grande, precisa andar quase dois quilômetros para fazer o retorno e acessar a Ceasa. A trincheira vai acabar com este problema. O projeto também compreende a pavimentação das alças de acesso, muro de contenção, iluminação, calçadas, rampas de acesso para pessoas com dificuldade de locomoção, sinalização horizontal e vertical, além de paisagismo.

Além da construção das alças da trincheira, Eduardo Pimentel citou outra importante obra concluída no ano passado que é o recape de 3,8 mil metros da BR-476, no final da Linha Verde Sul.

“Uma obra de qualidade que garantiu maior segurança e conforto aos motoristas que utilizam a via. Um pedido antigo dos curitibanos que agora é realidade”, afirmou. Além do vice-prefeito Eduardo Pimentel, o prefeito estava acompanhado na visita dos vereadores Rogério Campos e Tico Kuzma, do administrador regional do Pinheirinho, João do Suco, e do administrador regional do Tatuquara, Jadir da Silva Lima.

Fonte: PMC

Obras das alças da trincheira da Ceasa serão concluídas em março